RSS

Arquivo mensal: janeiro 2011

>Ai sapinho, ai ai…

>

imagem do goole


Sexta-feira o Bruno acordou com a linguinha toda branca e babando muito, mamães experientes me disseram que é “sapinho”, pra matar esses bichinhos indesejados, to usando violeta. “ como ele fica lindo de boquinha roxinha… Risos”

Ai tirar a fralda para o primeiro banho do dia, fiquei assustada com a vermelhidão no passarinho e virilha dele, imediatamente levei-o ao pediatra que diagnosticou como dermatite de fraldas (a tão famosa assadura), para tal indicou o uso da nistatina e já está bem melhor.

Não sei por que isso acontece, cuido tão direitinho do meu pequeno, dou banho varias vezes no dia e sempre que faz kakinha (Aqui na Bahia o calor é “cruel”), não o deixo muitas horas com fraldas molhadas…

Essas irritações nunca tinham aparecido por aqui, e agora estão dando o ar da graça…Xô coisa ruim! Risos!

Anúncios
 
3 Comentários

Publicado por em janeiro 31, 2011 em bactéria, banho, fraldas, irritação, sapinho

 

>Olhar norueguês…

>

Sempre me questionam como eu conheci o meu marido… Pra entender melhor vou resumir nossa história…

Tarimbada em me envolver com estrangeiros, homens que vem ao Brasil a fim curtir com mais uma brasileira “gostosa” no meu caso com uma bonequinha, pois de “poposuda” não tenho nada, apelei por me cadastrar num site de relacionamento a fim de encontrar meu brasileiro grande amor… Cheguei a essa decisão mediante as decepções que eu tinha sofrido.

Foi em 1998, na praia do Prado extremo sul da Bahia que conheci o primeiro gringo, americano 20 anos mais velho, ficamos juntos por dois anos, em meados de 2001 em plena balada GLS “ALOKA” na Rua Augusta de São Paulo, conheci um made in Berlim LINDO, o caso durou um pouco mais de um ano, mulherengo demais, o terceiro foi numa festa de final de ano “Sueco”… Não sei se pelo fato de sentir uma atração muito forte por homens brancos e loiros bastava um flerte e lá estava um gringo, dinamarquês, Frances e etc….

Cadastrei-me num site de relacionamento que posso garantir que 99,9% dos cadastrados são brasileiros…

Primeira mensagem no perfil “Ola você é bela, podemos falar?”

Gostei e respondi que sim… A resposta veio “ Eu soy muito feliz de vida falar com vocei, moro Noruega e você é linda” Estrangeiros de novo nãooooooooooooo! Risos

Com certeza Ignorei a mensagem.

No outro dia, nova mensagem “Você bela, podemos conversar?” e escreveu isso por umas insistentes cinco vezes… RS

Por mera curiosidade de saber qual era a dele, passamos a nos comunicar…

Detalhe, ele falava apenas algumas palavras em português, e a primeira coisa que disse foi “gostosa bela”. Fiquei brava com ele e o excluí-lo dos meus contatos “Só eu mesma, pra que fui dar trelas, só mais um estrangeiro!”

Quando abri minha caixa de e-mail, tinha uma mensagem de desculpas, claramente colada de alguma ferramenta de tradução “Lamento, não queria molestar seu sentimento, me da uma oportunidade de conhecer você, desculpe insistir adorei seu sorriso” guardo esse e-mail até hoje…

Depois de meses nos comunicando, chega o tão esperado dia…

Terminal Tietê São Paulo… Olhos azuis inocentes, tímidos… (Hoje eu sei que não existe nenhuma timidez em suas ações…) Aproximou-se de mim “ola bonita, bonita!” com aquele português inicialmente muito mal falado, no entanto gracioso…

Encantei-me prontamente, quando dei por mim já estávamos de mãos dadas, Quem tomou a iniciativa? Não me lembro ao certo, só sei que o beijo foi profundo, intenso arrepio-me toda, só ao lembrar…

Dizem que o coração erra, mas comigo foi diferente, avisou-me que estávamos acordando para uma experiência maravilhosa!

A química foi grande, ficamos juntos três meses inteiros era como se nos conhecemos há séculos… Quando a segunda-feira de sua partida chegou, nos despedimos com a promessa de que ele ligaria assim que chegasse à Noruega, que tinha certeza que eu era a “gemini di alma dele”(Como assassinam a língua portuguesa. rs) que não me perderia, como chorei…Já estava amando!

Era 18h00min horas de terça feira quando recebi a ligação, Seria destino? Será que realmente eu terei que cruzar o oceano?

Continuavamos nos comunicando através da net, e nessa altura ele já dizia que éramos noivos, que iríamos nos casar, no entanto, talvez por medo, insegurança eu não o levava a sério, continuava vivendo a minha vida, curtindo baladas com amigos, praias etc., entretanto pensava excessivamente nele!

Até que em fevereiro escutei: … “meu pequeno preto uva, vou ao Brasil te buscar” continuei levando na brincadeira, e só me dei conta da real situação quando fui encontrá-lo no aeroporto de Guarulhos…

Foi loucura, eu não estava preparada, ele tinha me pedido em casamento diversas vezes via skype, dizia que me levaria embora pra Noruega, mas nunca dei a mínima bola, na minha cabeça esse lance de namoro, pedido de casamento virtual só acontecia no fantástico da rede globo mesmo, aqui na vida real era bem diferente…

Quando comuniquei a minha mãe ela discordou com certeza, porque como eu inicialmente, não creditava que a relação iria engatilhar, assim, mesmo sem apoio da minha mãe alugamos uma casa e fomos morar juntos…

Na época eu trabalhava numa multinacional em São Paulo, e não tinha intenção nenhuma de mudar de país deixar uma carreira no Brasil a qual eu havia lutado pra alcançar, o mesmo acontecia com ele, mas acabei o convencendo a ficar aqui, na promessa que quem sabe um dia eu fosse com ele pra lá…

Quando tomamos tal decisão o visto de turista dele estava prestes a vencer, assim o preparatório para nosso casório foi muito rápido, ele não tinha vindo com planos de ficar e sim de me levar com ele, de tal modo a mãe dele teve que providenciar toda documentação na embaixada de Oslo, foi um sufoco marcamos a data do nosso casamento, mas conseguimos no último dia para o visto dele vencer (Aqui no Brasil, não importa a data do casamento, desde que ela seja marcada antes o vencimento do visto de turista).

A cerimônia foi realizada em 20 de Dezembro de 2008 – Simples, mas com pessoas queridas, com exceção da minha mãe que até hoje se arrepende de ter sido tão birrenta e faltado, visto que hoje tem grande amizade com meu esposo.

Meu pai veio da Bahia me prestigiar (Na época eu ainda morava em SP).

Mas no final tudo deu certo… Temos dois anos casados oficialmente e estamos juntos há um pouco mais de três anos… Nos amamos demais, nosso relacionamento não é como nos contos de fada, porém existe respeito, confiança, parceria, cumplicidade, sabedoria e o que é mais importante benção divina…

Agora ele está na Noruega me esperando

Chegou a minha vez de deixar tudo para vivermos uma nova vida, embaixo da graça de Deus!

Abaixo nossa música:

Amor que me faz bem, amor que vai além do que eu sonhei

Amigo sem igual, mais doce que o mel tu és, assim

Deus me surpreendeu te trazendo só pra mim

Nossa história é o começo de um amor que não tem fim

No teu abraço encontro forças pra sonhar e realizar

E é tão bom saber que a cada dia mais eu vou te amar

Meu grande amor, amor sem fim

Eu te busquei no altar de Deus

E agora que eu te encontrei, jamais vou te deixar

Meu recomeço que eu preciso

Meu bem querer, meu paraíso

Motivo do meu sorriso.

Cristina Mel

 
7 Comentários

Publicado por em janeiro 28, 2011 em Uncategorized

 

>Papinha Bruninho feliz.

>Como ele adorou, achei interessante retribui-la para meus amigos blogueiros.


Papinha Bruninho feliz

Ingredientes:

2 maças

3 ameixa seca (pode ser de latinha)

1 banana

1 /5 de água mineral


Modo de fazer:

Coloque tudo em uma panela com água, deixe cozinha por duas horas acompanhando sempre para que não seque.(o ponto é de doce)

Depois de cozido leve ao multiprocessador, coloque uma dose de amor, uma dose de carinho, e sirva para seu tesouro com muita paciência. Ele vai amar!

Obs: Para congelar divida em compotinhas de vidros ainda quente leve imediatamente para o congelador.

Espero que gostem da receitinha que eu criei exclusivamente para meu filho, ótima para o intestino do seu bebê e super saudável.

Bom apetite!

 
3 Comentários

Publicado por em janeiro 25, 2011 em Uncategorized

 

>Pra que andador se posso engatinhar?

>

Até se encanta por alguns instantes com o brinquedo, mas é só isso.rs

O pediatras e o Bruno são contra andador, ele ganhou um e não quis nem saber, não tem quem o faça ficar lá…Ele quer mais é engatinhar…Liberdade, Liberdade reine sobre nós! Risos

A cada dia que passa, minha figurinha esta mais esperta, quando coloco o CD galinha pintadinha e canto aquela música “Fui ao mercado tomar café e a formiguinha subiu no meu pé eu sacudi, sacudi, sacudi, mais a formiguinha não parava de subir” começo a dançar e ele acompanha no mesmo ritmos da música, se paro, resmunga, tenho que sacudir, sacudir sem deixar a peteca cair, isso por quantas vezes ele tiver vontade…Acabei cansada, acho que terei que voltar para a academia afim de ter resistência física para acompanhar o ritmo do pequeno.

Hoje tentando assaltar o armário da cozinha. Risos!



 
1 comentário

Publicado por em janeiro 25, 2011 em Uncategorized

 

>Boa Semana a todos!

>Livre-se dessa cara! Hehehe

Segunda-feira Alegria!!
Boa semana!!
Bjs
 
1 comentário

Publicado por em janeiro 24, 2011 em Uncategorized

 

>Você se considera uma esposa sábia?

>

imagem retirada do google

“A mulher sabia edifica a sua casa, mas a insensata, com as próprias mãos, a derriba” Provérbios 14:1

Meu relacionamento é tranqüilo quase não brigamos por questões desnecessárias, no entanto quando casamos… Sai de baixo… No primeiro mês, era panela pra tudo quanto é lado! Risos.

Hoje analisando tal frase, cheguei à conclusão de que quantas brigas poderiam ter sido evitas se eu tivesse sido sábia, prudente, edificada…

Quando o meu esposo está nervoso precisa de um tempo pra se recompor e diz que não quer discutir, pelo menos não naquele momento… No entanto eu com meu disparate e descontrole emocional ansiava resolver a questão naquela hora, criando por sua vez um lava roupa suja em ocasiões inoportunas. Porque não respeitar o tempo do outro?

Imaturidade é umas das principais causas para uma relação se esgotar em pouco tempo. No entanto, conforme nosso relacionamento foi amadurecendo aprendi que amar é muito mais que amar, é ceder, aceitar o defeito do outro, é não ter medo de reconhecer que errou é zelar, é enfrentar questões financeiras em conjunto, planejar, inovar…

Quando agente casa, o feio se faz belo e o belo se faz novo, são tantas descobertas, tantas manias, tantos cheiros ruins no banheiro… Engraçado, mas agente aprende a ver com naturalidade detalhes que quando namorávamos escondíamos a sete chaves…

Ao contrairmos matrimonio ou vivenciando uma relação estável acabamos criando laços com a pessoa amada, algo que não sabemos explicar, mas que faz parte da natureza.

Não há uniões imperfeitas, existem pessoas despreparada para encará-las, contudo a vida ensina e o tempo a melhor escola para firmar maturidade conjugal.

Portanto, seja uma esposa sábia, desconsidere questões insensatas na vida de vocês, lembre-se ninguém é perfeito, releve situações bobas e aprenda com os erros.

Não tenho muitas bodas em meu currículo, nem grandes experiências para contar, mas uma coisa eu garanto, existe amor na nossa relação e o que Deus uniu o homem não separa!

As dicas abaixo encontrei no site da universal, veja aqui:

* Aprenda a respeitar o silencio do seu esposo, saiba a hora certa de falar dos problemas e nunca diga “vamos discutir a relação”, mas faça como uma conversa normal sem expressar essas palavrinhas bloqueadoras.

* Nunca mencione os defeitos dele em frente das demais pessoas, isso é como uma humilhação para ele, é algo vergonhoso.

* Não tire a autoridade do seu esposo, se ele da uma ordem aos filhos não o desautorize, isso provoca falta de respeito no ambiente familiar.
* Faça as coisas para ele com amor e não por obrigação, de cara feia ou contrariada.
* Mostre que você se preocupa com ele, não seja indiferente aos problemas ou sentimentos dele.
* Agradeça quando ele faz algo para você, quando ele é detalhista e amoroso, em lugar de dizer “poxa ate que enfim você faz algo para mim”.
* Fique feliz quando ele chega em casa, de-lhe um beijo e o abrace, que ele sinta que você teve saudades.
* Organize seu tempo para que possam estar juntos, sozinhos, o casal precisa conviver.
* Prepare a comida e a sobremesa que ele gosta, busque agradá-lo, as vezes pequenas atitudes fazem a diferença.
* Seja uma esposa amorosa e carinhosa, ninguém agüenta viver com uma mulher autoritária e gritona.

Nota da Aline: Se você é homem, casado e leu atentamente (e com um sorriso no rosto) cada um dois tópicos desse texto, saiba que tudo isso vale pra você também. Esposas gostam (e devem) ser respeitadas, amadas e se sentirem apreciadas por seus maridos.


 
2 Comentários

Publicado por em janeiro 23, 2011 em Uncategorized

 

>Você se considera uma esposa sábia?

>

 
Deixe um comentário

Publicado por em janeiro 23, 2011 em Uncategorized