RSS

Arquivo da categoria: longe de casa

>GUEST POST: A coragem de amar longe de casa.

>Estarei abrindo um espaço para que bons escritores apresentem seu guest post no meu blog…

Acredito que desse modo darei uma pequena contribuição para o desenvolvimento e crescimento de blogs que leio e admiro.

Para abrir meu projeto com chave de ouro, convidei a escritora do Blog Katralha- Tuka Siqueira.

Tuca Siqueira Nasceu em Porto Alegre, casada há 17 anos e meio com o Carlos, tem cinco lindos filhos. Portadora de Esclerose Múltipla , diariamente contribuem com suas experiências a fim de ajudar pessoa que vivem ou convivem com essa doença.

Ao convidá-la, Sugeri que escrevesse algo dentro do perfil do meu blog. Quem contribui seu tempo sendo leit@r do meu cantinho, sabe que falo de desenvolvimento infantil, família e vida no exterior(Noruega).

Ela sugeriu falar sobre mim o que me deixou muito feliz e quando li o texto, senti-me lisonjeada com tal homenagem…



Quando a Beth me convidou para escrever um guest post para o blog dela, logo pensei: que assunto mais fascinante do que escrever sobre… a Beth!
Acompanho o blog Meu filho minha vida!!! Já há algum tempo e pude testemunhar parte da sua história, acompanhar o crescimento do pequeno e fofo Bruno e também sua aflição e ansiedade com a mudança para a Noruega.
Muita gente deve pensar: “Ah, que aflição que nada! Vai morar no estrangeiro, quem não quer isso?” – Verdade. Acho que muita gente deseja mesmo isso, mas nem todo mundo tem coragem.
Pense bem, uma pessoa que é mãe de um bebê pequeno, sair do seu país, da proximidade com a sua família, de um lugar quente (ela morava na Bahia) e mudar-se de mala e cuia para um país distante, que fala uma língua estranha e ainda por cima é frio, é muita mudança.
É claro que ela pensou no bem estar do seu filho, que vai crescer num país de primeiro mundo, ele poderá estudar em boas escolas e ter muitos recursos que talvez não tivesse aqui no Brasil. Sem falar que criança se adapta fácil a qualquer mudança.t
Mas e ela? Vai se adaptar? Conseguirá aprender e se comunicar na língua local? Fará boas e sinceras amizades? Sentir-se-á segura, acolhida? Acredito que sim, pois ela me parece uma pessoa bem positiva e é jovem, tem energia e vontade, certamente aprenderá rápido, se adaptará e será feliz lá. Mas ela pensou em si mesma ao tomar essa decisão? Ou foi “levada” para a Noruega pelo amor que sente pelo marido e pelo filho, pensando mais no bem estar deles do que no seu próprio?
Essa é a questão que me causa maior admiração. Essa coragem de arriscar, de abandonar tudo o que significa segurança aqui e partir para uma vida nova ao lado do seu amor. Porque como já disse, acredito que ela vai ser muito feliz, mas para ela toda essa adaptação vai ser mais difícil, ela é quem vai ter que se moldar a esse novo ambiente, novas pessoas e situações.
Por isso Beth, fiz este texto em sua homenagem. Admiro tua coragem, tua determinação e o amor que demonstra sempre por teu marido e filho cujo testemunho tenho tido através das páginas do teu blog. Através de ti, homenageio outras mulheres e mães expatriadas, que tiveram a coragem e o desprendimento para partir nessa aventura de amar longe de casa.
Deixo aqui os meus votos de que tua adaptação seja rápida e que você seja muito feliz aí na Noruega, que o teu amor seja cada vez maior e que o Bruno cresça forte e feliz.
ps: Quer participar com seu guest post? Mande para meu e-mail elisacanto@yahoo.com.br estarei avaliando, quem sabe o seu texto não seja a minha próxima publicação?

Anúncios
 
5 Comentários

Publicado por em maio 29, 2011 em europa, familia, longe de casa